Castelo

NOTA ARTISTICA

Hoje nada resta desta estrutura militar.

Data: XIII

Autor: S/N

NOTA HISTÓRICA

O seu foral só foi editado em 1510, e a vila estendeu-se para a parte baixa da colina cuja referência no espaço público é o pelourinho junto à antiga Câmara Municipal. Na descrição, de 1505 (Tombo da Ordem), é anunciado que o castelo terá existido no lugar onde se implantou a Igreja Matriz, numa plataforma altaneira, onde ainda se avistava um fosso nesse terreiro: “ tem primeiramente ha dicta comenda e Villa do rosmanjnhal huua egreia…e junto da dicta egreia ho levante estaa huu chãao em huu teso que tem huua cava arredor…honde dizem que jaa em outro tempo foy fecto huu castello da dicta Villa”

Referências Bibliográficas:

Referências Bibliográficas:

GOMES, Rita Costa – Castelos da Raia. Beira. Lisboa: IPPAR, 1997, vol. 1;

GONÇALVES, Iria (coord.) – Tombos da Ordem de Cristo. Comendas da Beira Interior. Lisboa: Centro de Estudos Históricos da Universidade Nova de Lisboa, 2009, vol. 5;

GONÇALVES, Luís Jorge Rodrigues – Os Castelos da Beira Interior na defesa de Portugal (séc. XII – XVI). Dissertação de Mestrado apresentada à Faculdade de Letras de Lisboa. Lisboa: texto policopiado, 1995.

http://www.monumentos.gov.pt/Site/APP_PagesUser/SIPA.aspx?id=35677

Referências Documentais: